sexta-feira, 30 de setembro de 2011

AVISOS - MURAL DE LEMBRETES

*Nosso blog ficou mais "chique". Seu domínio (endereço) agora é: www.anosdourados.blog.br

*Recordar é saudável: faz bem para a mente. Ajude seus amigos e parentes "mais vividos" a viajarem ao Passado, visitando todo o nosso acervo (mais de mil matérias sobre os tempos dourados)

*Clique nas imagens, para aumentá-las

FATOS - Programa de TV: "OS ESTRANHOS"

Naves espaciais... Planeta Y12... Seres alienígenas... Viagens interplanetárias...
Nossa tema de hoje é um filme de ficção-científica, tipo seriado do Flash Gordon? É um documentário sobre a vida em outros planetas?
Não!!! Nosso assunto é a NOVELA "OS ESTRANHOS" (de Ivany Ribeiro) que era exibida diariamente no canal 9-TV Excelsior, às 19:30h, em 1969.


anúncio em jornal e revista



Vamos relembrar o enrêdo?
Dios homens e duas mulheres (os "estranhos" do título) são estudantes do planeta GAMA Y12 que recebem uma viagem de estudo como prêmio de formatura. Podendo escolher qualquer ponto do universo, eles acabam optando por um lugar pequeno e primitivo chamado "TERRA".



os "estranhos" com um terráqueo



Então, pegam o disco voador disponível e, juntos com o mestre orientador, aterrissam na cidade de Santos, no litoral paulista. Por que será que escolheram essa cidade?
E, assim, passam a se relacionar com os "terráqueos", participando de seus dramas e se envolvendo com os problemas de cada um. Essa aproximação se dá graças ao trabalho de um famosíssimo escritor e estudioso de ufologia e seres extraterrestres chamado Plínio Pompeu, que era interpretado (lembram-se?) pelo grande PELÉ. Sim, ele mesmo!


ei-lo com as "estranhas"


Pelé entre Rosamaria e Regina


O Sr. Edson Arantes do Nascimento era contratato exclusivo da emissora. Comentou-se, na época, que ele havia gostado do trabalho e demonstrado intenção de seguir carreira artística após parar de jogar. Com certeza, não faltaram elogios para seu desempenho na novela(!)
Regina Duarte, Rosamaria Murtinho, Osmar Prado e Alexandre Araújo foram os estudantes alienígenas. Cláudio Correa e Castro, o mestre orientador. Que novela estranha, não?

Veja outros programas de TVO Homem Proibido/Demian   -   Patrulheiros Toddy   -   Corte Rayol Show   -   Sangue e Areia   -   Um Instante, Maestro   -   O Direito de Nascer   -   A Gata de Vison




IMAGENS - Cartaz: "MARY POPPINS" (Julie Andrews e Dick Van Dyke)

Filme americano de 1964, dos Estúdios Disney. Fenômeno de público, concorreu a 12 "OSCARs".







Venceu na categoria de "Melhor Atriz" (Julie Andrews) e "Melhor Canção" ("Chim Chim Cher-ee"), além de outros prêmios da área técnica.
A mistura de desenho animado com imagens reais foi uma grande sacada, que muito contribuiu para torná-lo um fantasia inesquecível.






A história se desenrola na Londres de 1910, na casa de um banqueiro cuja insensibilidade e rigidez torna a vida de seus filhos (um casal) muito chata e triste. Eles são "certinhos" demais.
Isso até que surge na porta desse lar a babá magica Mary Poppins, descendo do céu em um guarda-chuva. Ela vai levar alegria e passar as grandes lições da vida, através das venturas que vive com as crianças.





É um filme infantil, extremamente bem feito, que os adultos de todo o mundo transformaram numa das maiores bilheterias da história do cinema. É um musical que consegue não ser chato, muito pelo contrário.
Nesse mundo de magia e encantamento, Mary conta com a ajuda de seu fiel amigo "Bert" (Dick Van Dyke).





E, agora, vamos relembrar algumas cenas desse filme  e ouvir sua música de sucesso. É só clicar nas telinhas abaixo:











Veja outros filmes:  A Árvore da Vida  -   Bang-Bang italiano   -   A História de Elza   -   O Valente de Nebraska   -   O Gordo e o Magro   -   Candelabro Italiano   -   Tony Curtis   -   Moscou Contra 007

IMAGENS - Anúncio: "LEONAM" (máquina de costura)

Durante muitos anos a máquina de costura LEONAM disputou a preferência das mães e avós nas décadas de 50 e 60 com as marcas VIGORELLI, SINGER e ELGIN.
 

 1958



Essas quatro empresas sempre tiveram seus nomes vinculados ao ato de costurar, embora também fabricassem produtos para outros fins.


1960



A máquina LEONAM era produzida pela empresa "MANOEL AMBRÓSIO FILHO S/A", estabelecida no bairro da Lapa, na cidade de São Paulo.


1964



Um doce para quem descobrir o que significava a palavra "Leonam", que dava nome ao produto. Uma pequena pista: tinha tudo a ver com o nome do empresário fundador e proprietário da firma (que aparece na demominação social da empresa). Se não conseguir "matar" essa, não se preocupe: é difícil mesmo!


Veja mais esses anúncios: Ovomaltine   -    Sorteio de automóveis   -     Casa Garson   -   Edif. Copan

VITROLA ANTIGA (Jorge Ben)

Clique na telinha para ouvir JORGE BEN (de quando ainda não era "Jor") cantando seu sucesso de 1963  "MAS QUE NADA".







Ponha também esses discos na nossa vitrola:   Frank e Nancy Sinatra   -    Jair Rodrigues   -   Carlos Gonzaga



IMAGENS - Velharia: COSMÉTICOS (talco PHEBO, REGINA e EUCALOL)

TALCO era um cosmético muito usado pelas mulheres (e em bebês) nos anos 50/60 (bem mais que agora).
Esses abaixo faziam grande sucesso. Suas embalagens eram cilíndricas, de papelão rígido e tinham frente e fundo de metal (a tampa era de rosca).


PHEBO - anos 40/50



REGINA - anos 50/60




EUCALOL - anos 60



Outras velharias:  caixinha de lamparinas    -   caixa de gillette   -   jornal de 1969   -   Selinho feneficente   -   rádio Zenith   -   Fascículo de novela   -   Almanaque do Pensamento   -   porta-disco   -  bicicleta Rumber   -    livro de "Admissão ao Ginásio"   -   São Paulo antiga   -   leque   -   Saúde da Mulher (almanaque)   -   calculadora de bolso   -   acordeon  -  cristaleira   -   radinho Mitsubishi   -   tinta para caneta   -   cesta de natal Amaral   -   agenda   -   curso corte e costura   -   Erontex   -   radio SEMP   -   bombinha de inseticida   -   quadros de santos católicos   -   Alpargatas Roda   -   horóscopo de OMAR CARDOSO   -   livro de regime   -   flâmula do Corinthians   -   ferro de passar roupa   -   James Bond   -   Kodak "Rio 400"   -   relógio de bolso   -   PANAIR DO BRASIL  -   calça "Far-West"   -   caneta "Parker 51"   -   livreto "Jéca Tatuzinho"   -   telefone   -   "chofer"

FATOS - MODA: ROUPAS FEMININAS "CASEIRAS", DE 1960

Em 1960 essas roupas eram indicadas para uso em casa, após a mulher levantar-se (acreditam?)
Eram tidas como apropriadas e elegantes até para recepões informais (de amigos e parentes) nessa parte do dia (um pijama social?).



 








IMAGENS - Revistas de Cinema (II)

Anos 50. Televisão ainda incipiente. Era o cinema (junto com o rádio) o grande veículo de entretenimento do brasileiro, seja nos médios e grandes centros ou em pequeninas cidades do interior (com seus cineminhas).


1944



Os astros e estrelas do cinema estrangeiro, predominantemente americano e italiano(este bem menos), estavam na cabeça de todo mundo (figurinhas, revistas, gibis).


1952



Rock Hudson, Clark Gable, Sophia Loren, Lana Turner, Ingird Bergman, Jerry Lewis, Silvana Mangano, Bing Crosby e Janet Ligh são alguns dos que formavam essa imensa constelação.


1953



1955



Portanto, nada mais natural que isso fosse refletido nas revistas  (através de fotos, resumo e dados de filmes, entrevistas com artistas, etc).  Nesta edição mostramos algumas dessas publicações especializadas em cinema. Outras serão mostradas futuramente.


Mais revistas:   Filmelândia   -   Ecos Marianos   -   O Cruzeiro   -   X-9   -   Intervalo   -   Mistério Magazine   -   Quatro Rodas   -   Gazeta Esportiva Ilustrada   -   Jornal das Moças   -   Historinhas Semanais



FATOS - PARADA DE SUCESSOS

Mais músicas que estiveram nas paradas de 1958:

-"Around The World" (Victor Young)

-"Eu Não Existo Sem Você" (Maysa)

-"Viva o Meu Samba" (Silvio Caldas)

-"THE END" (EARL GRANT) -  clique na telinha para ouvir esse sucessão mundial:





FATOS - EFEMÉRIDES DOURADAS

16.09.1955

Golpe militar destitui Juan Domingo Perón da Presidência da Argentina.


04.01.1965

Ator Francisco Cuoco é eleito o melhor coadjuvante masculino de 1964 pela Ass. Pta. de Críticos Teatrais.

03.02.1968
Roberto Carlos vence o Festival de San Remo com a música "Canzone Per Te" (de Sergio Endrigo).


25.02.1951

Tem início a primeira edição dos Jogos Pan-americanos, em Buenos Aires.


FATOS - Cinema Brasileiro (comédias populares)

O  cinema nacional marcou os anos 50 (pouco antes e pouco depois) como o empo das comédias populares.
Eram as famosas "chanchadas" produzidas, em sua maior parte, pela histórica "ATLÂNTIDA", além da "Cinelândia Filmes" e "Herbert Richers".


1958



Eis alguns dos grandes artistas que levavam multidões aos cinemas: Zé Trindade, Ankito, Oscarito, Grande Otelo, Dercy Gonçalves (mais o galã Anselmo Duarte e a bela Eliana). Mas não podemos deixar de citar Mazzaropi, o rei do cinema popular dos anos 50/60, embora ele fizesse um humor completamente diferente das chanchadas.


1959



Como pode ser observado nos cartazes, era prática comum a inclusão no filme de um (às vezes mais) número musical com artistas de sucesso na época. Mas não era considerado um chamariz.
Não se imaginava que alguém fosse ver o filme por causa disso.  Mas não deixava de ser uma atração a mais. Geralmente a apresentação do cantor/cantora não tinha nenhuma relação com o enrêdo. Numa determinada hora algum personagem ia a um show (numa boate, por exemplo) e lá estava o artista tal se "apresentando".


1961



Humor simples, atores engraçados e um pouquinho de música: essa era a receita do sucesso junto ao povo.


1962



Clique na telinha para  ver a apresentação de Linda Batista no filme "MULHERES À VISTA"








E clique aqui para ver e ouvir ANGELA MARIA cantando no filme "RIO FANTASIA".



Outros filmes brasileiros:     Os Paqueras e outros   -   Ankito e Mazzaropi   -  O Homem do Sputnik -

IMAGENS - Dinheiro: Nota de Cr$ 1.000,00 (mil cruzeiros)

Essa "nota de mil" era popularmente conhecida como de "um Cabral", por motivos óbvios (o povo é sábio!!!). Isso nos tempos do "cruzeiro", quando  não deixavam a garotada chegar  nem perto  dela (só pra se ter uma idéia, um gibi não custava mais de Cr$10,00 (dez cruzeiros) no final da década de 50).






"Quem quer dinheirooo?". É só clicar nos títulos:   dois cruzeiros   -   moedas   -   curiosidades   -   valores diversos   -   duzentos cruzeiros   -   cinco cruzeiros(I)   -   cinco cruzeiro(II)   -   um cruzeiro

IMAGENS - Velharia: "PRECISA-SE"

OFERTAS DE EMPREGO habitualmente publicadas em jornais dos anos 50/60. Algumas dessas atividades não resistiram ao "progresso" e outras ainda existem, mas com outros nomes (babá, vendedor, etc).


1951 (Ama-Seca)



1955 (Riscador para ar condicionado)



1955 (Buteiro)



1960 (Viajante)



1964(Estucador)


Veja aqui outras profissões daqueles tempos. Aproveite e veja também estas outras velharias:   tabela da Copa de 66   -   coisas antigas   -   filatelia   -   goma arábica

ESTANTE DE LIVROS ("Moscou Contra 007" e "1984")

Mais duas aquisições para nossa biblioteca:

"MOSCOU CONTRA 007"


Escrito em 1957 pelo inglês IAN FLEMING. Anos depois (1962) o famoso agente secreto (com permissão para matar!) estrearia no cinema com o filme "007 Contra o Satânico Dr. No".
Em 1963 foi a vez deste livro aparecer na telona (e ter sua primeira publicação no Brasil, embora com outro título).


edição de 1964



A terrível organização russa de contra-espionagem ("SMERSH") destaca uma bela e sensual (e cruel) assassina profissional para, usando seu poder de sedução, matar nosso mulherengo herói.
Esta obra é o 5º livro da "saga" James Bond e é considerada a obra-prima do autor.






"1984"


Clássico romance que o escritor GEORGE ORWELL (também inglês) escreveu em 1949. É uma denúncia do implacável regime russo da era stalinista (1927/1953).



edição de 1957



Trata da presença asfixiante do Estado totalitário (o GRANDE IRMÃO) na vida de cada habitante de um país fictício (Oceânia), onde o povo vivia sob forte e massacrante vigilância das autoridades. 
Conta as agruras por que passa o herói Winston ao se rebelar contra esse sistema, bem como as consequências disso.


Veja algumas obras de nossa estante:    Coleção Clube do Livro   -   Coleção Terramarear   -   O Tesouro de Tarzan   -   Asfalto Selvagem (Nelson Rodrigues)   -   Obras de Monteiro Lobato










IMAGENS - Gibi Nacional: "ÁLBUM GIGANTE" = GIBI é(ra) cultura

Eis um exemplo de como a rapaziada dos anos 50 tinha seus primeiros contatos com grandes obras da literatura mundial (e nacional, também).


1951


1956


1956


1958



Assim, talvez mais que no próprio ambiente escolar, aos pouquinhos muitos garotos eram levados ao "mundo dos livros" (de uma maneira bem natural e para toda a vida).
Veja aqui outras informações e imagens do gibi Álbum Gigante.

Outros gibis "brasileiros":   Clássicos Walt Disney   -   mocinhos do faroeste  - Ciência em Quadrinhos



IMAGENS - Escola: Estojo ("meia-boca")

Latinhas, como essas aí em baixo, eram verdadeiros objetos de desejo da criançada (menos abonada) na escola primária (tempos do Grupo Escolar) dos anos 50/60.



 embalagem de lápis




Nelas guardavam-se pequenas tralhas como lápis, borracha, apontador (ou gilete), borracha, caneta de pena, etc). Em casa eram usadas para "armazenar" pequenos (e "valiosíssimos") badulaques em geral.



embalagem de navalha




estojo da máq. costura da mãe



Podiam ter as mais diversas origens (material de 1ºs socorros, navalha, acessórios, e até, seringa de injeção, por exemplo), mas conseguir uma latinha vazia dos lápis Johann Faber e Fritz Johansen era o máximo!



embalagem de lápis



O comércio recebia o material nesse timpo de embalagem. Então, era só pedir nos bazares e lojinhas e contar com o "espírito caridoso" do dono do estabelecimento. Como eram muito "requisitadas" e valorizadas  dificilmente acabariam no lixo, após esvaziadas (reciclagem naquele tempo?). Mas os adultos da família também eram "fornecedores" de latinha para os filhos.


para guarda de injeção





Mais escola:   Caixa Escolar   -   Maleta Escolar   -   Boletim   -   Caneta de pena   -   Tabuada  -   Maleta Escolar(II)   -   Lápis de cor   -   ALONGADOR de lápis   -  


IMAGENS - Gibi americano:

Olha eles aí, de novo!!!


 1942




 1942


  
 
 1951



 
 1954




Outros gibis americanos:    Plastic Man   -  Superboy   -   Millie

IMAGENS - Disco: RONNIE CORD

Ronnie, filho do famoso maestro e compositor HERVÉ  CORDOVIL, começou cedo na música: aos seis anos já dedilhava o violão. Com 17 anos (1960) gravou seu primeiro LP. Aos 20 estourou em todo o Brasil com a música "Rua Augusta" (1963).



1961





1962



Bem antes do surgimento da Jovem Guarda (de que participou) já era um importante cantor de música para a juventude. 
Alguns de seus sucessos: Biquini de Bolinha Amarelina (no original e na versão), Rua Augusta, Hey Mr. Cupid, Autumm Leaves, Brotinho Difícil, Veludo Azul, Roberta.



1963




Ronnie Cord abandonou a carreira precocemente, no início dos anos 70. Faleceu em 1986, com 43 anos.


Clique aqui para ouvi-lo cantando "Rua Augusta" e na telinha abaixo a versão da bonita música "Veludo Azul" ("Blue Velvet").





Outros artistas:   Manezinho de Araújo   -   The Hollies   -   Sergio Murilo  -  Paul Anka




IMAGENS - Carro: STUDEBAKER (caminhonete)

Nos anos 30 a 50 a STUDEBAKER foi uma importante fábrica de automóveis e utilitários nos Estados Unidos.
Na década de 50 dava para se defrontar com caminhonetes dela por aqui, ao lado das Ford e Chevrolet.


 1950


 1951


 1956


 1957



Mais carros:   caminhonetes Ford e Chevrolet   -   Kombi   -   Jardineira   -   Automóveis brasileiros


CLIQUE EM "POSTAGENS MAIS ANTIGAS" (AQUI EMBAIXO) PARA IR À ULTIMA POSTAGEM DESTA EDIÇÃO DE 30.09.11