domingo, 30 de maio de 2010

IMAGENS - Velharia: Cera "Parquetina"

Algumas décadas atrás era muito comum os filhos ajudarem nas tarefas domésticas (fora do horário da escola, é claro!). Era uma obrigação que não estava sujeita à constestação. A figura da empregada doméstica não era tão presente nos lares, como agora. Para os garotos ficavam os trabalhos mais "pesados". E um deles era encerar os assoalhos de madeira da casa. No "muque" mesmo!




Que dureza! ! Quando chegava o dia da semana marcado (geralmente 6ª feira) lá estavam a palha de aço, a lata de cera "Parquetina" e o esfregão/escovão (pesado, pois era de puro ferro) "carinhosamente" reunidos pelas zelosas mães.





Aí começava a "labuta". O pior era tirar a camada de cera já existente e sem brilho. Algumas mães mais perfeccionistas exigiam que a palha de aço fosse arrastada com o pé (numa interessante coreografia), uma vez que com o esfregão "não ficava bem lixado". Terminada essa parte ("extenuante"!) passava-se a cera e, depois de alguns minutos (para secar, não para descansar) era iniciada a parte mais gostosa: dar brilho! Era só "navegar" no assoalho, com o esfregão em cima de um pedaço de flanela. No final da "operação" as tábuas ou tacos ficavam refulgentes! Aí (às vezes)vinha a recompensa: elogio pela beleza que havia ficado! Então, colocava-se as passadeiras que, ao contrário dos tapetes de hoje, deixavam a maior parte do piso à vista.

Mas isso não era tão dramático como parece. Ainda sobrava muito tempo do dia para as criancices.
Tudo isso ocorria antes da popularização do eletrodoméstico salvador: a enceradeira elétrica (que até os anos 60 ainda era artigo para poucos).


1958
1955




















Nota: A cera Parquetina, com mais de 100 anos, é fabricada até hoje.





13 comentários:

Anônimo disse...

amei
brincamos muito domingo sobre a cera e tal amei kkkkkkkkkkkkkk

"blcamargo" disse...

Grato pela visita e comentário. Volte sempre. Um abraço

alias disse...

Doces momentos de uma época em que vivemos e que era tão melhor que hoje em dia. Também passei muita cera Parquetina para minha mãe. Parabéns pelo blog!

"blcamargo" disse...

Bons tempos! Bom tempos! Muito obrigado pela visita e belo comentário. Volte sempre. Abraços.

Lucília disse...

Quando crianças, depois de passar cera na casa de taco e parte de cimento lisinho, iamos e meus irmãos dar o brilho com escovão e pedaços de cobertor um sentava e outro puxavam uma delicia de trabalho que virava uma bricadeira. Sem contar o brilho que a casa ficava. Me emocionei!!!

"blcamargo" disse...

Obrigado, Lucília, pelo emocionante depoimento. Volte sempre. Abração

MILANI disse...

Olá parceiros, acreditem, eu tenho a porta (madeira) com janelas de abertura !!! éra a Porta da Guarita ... quando criança ia com o meu pai comprar as ceras... entrava por ela !!! guardo com o maior carinho (1,90 x 1,00)...Milani ..
e-milani@ig.com.br

jota disse...

Faço minhas as palavras de Lucilia...muita saudade dessa época

Anônimo disse...

Simplesmente fui ao passado e revivi meu tempo de criança. Ainda me lembro dos joelhos vermelhos depois do enceramento. Saudades.

orkut disse...

Concordo

Unknown disse...

Tempos bom éramos felizes.

Unknown disse...

E o cheirinho da cera parquetinha ficava na casa por muitos dias. Oh tempo bom!!!

Anônimo disse...

Kkk gente, estamos aqui lembrando desse momento difícil para as mulheres, amo pisos cerâmicas mas lembrar é ter história kkkkk