quinta-feira, 30 de junho de 2011

COLUNA SOCIAL


Com 48 edições quinzenais e 944 matérias publicadas completamos hoje  DOIS ANOS DE EXISTÊNCIA! Agradecemos a todos que nos prestigiaram com os milhares de acessos.

IMAGENS - Velharia: GOMA ARÁBICA

Nos anos 50 e 60 (nestes últimos, pelo menos em parte) a garotada precisava de material de boa qualidade para algumas tarefas de muita responsabilidade e que não podiam ter falhas: colar o papel de seda nas varetas das pipas (ou papagagios); colar recortes de revistas em cartolina para trabalho escolar; colar enfeites no caderno para demonstrar que era estudante caprichoso; colar figurinha nos álbuns e outras "colagens" importantes.








E para isso usava-se uma cola muito popular chamada "goma arábica" cujo vidrinho (de vidro mesmo, não de plástico) vinha com um pequeno pincel (que logo era perdido).
Ela custava pouco e era melhor do que os grudes de fabricação caseira que normalmente se fazia misturando água com trigo, polvilho ou amido. Sempre aparecia um garoto alquimista testando novos "ingredientes", que às vezes até dava certo!






Embora não fosse "grande coisa", essa cola "quebrava um galhão".  Mas não se destinava especificamente a  brincadeiras de criança. Foi largamente utilizada por décadas em atividades sérias do mundo adulto (escritórios, Bancos, repartições públicas e infinitas atividades) tal qual inúmeros outros tipos  de cola industrial.







Até que, ainda nos anos 60, ela perdeu o lugar de honra para uma nova cola que acabava de surgir: a cola "TENAZ", muito mais forte, de secagem quase simultânea e de masueio um pouco mais "limpo".

Veja outras velhariascaderno de caligrafia   -   caixinha de lamparinas   -   caixa de Gillette   -   Alpargatas Sete Vidas   -   Campanha Beneficente   -   Decalcomania   -   Santinho de Catecismo   -  Cidade de Aparecida   -     caneta Parker 51 -   apuração de eleição   -   maço de cigarro   -  mata-borrão    - rádios antigos   -   chapéu masculino   -   sidecar   -   carteira de saúde   -   Ban-Lon   -   Parquetina

AVISOS - MURAL DE LEMBRETES

-Próxima atualização: 15.07.2011

-Clique nas imagens, para aumentá-las.

-Veja todo o ACERVO ACUMULADO (quase mil matérias) e faça uma saudável e divertida viagem  ao  PASSADO!

-Divulgue este blog aos parentes e conhecidos "mais vividos"

IMAGENS - Brinquedo: "TROL"

Hoje mostramos alguns brinquedos fabricados nos anos 60 pela histórica "FÁBRICA  DE BRINQUEDOS TROL", de São Paulo, que encerrou melancolicamente suas atividades no início da década de 90.


1964



  
Ela fazia uma linha bastante variada de brinquedos e utensílios de plastico e jogos de mesa (dominó, damas, etc).
Nos anos setenta  trouxe ao Brasil a família dos famosos e sorridentes bonequinhos "PLAYMOBIL" e as "tralhas" que os acompanham.


anos 60





anos 60




Nos anos 50 e 60 patrocinou programa na TV TUPI (RJ) chamado "Teatrinho Trol" que dramatizava contos e histórias infantis.



 anos 60


  
A Trol pertencia ao empresário DILSON FUNARO, que foi Ministro da Fazenda no Governo Sarney (fez o Plano Cruzado) e faleceu em 1989, um ano antes da decretação da falência da empresa.




Anos 60 (Bonequinho de homem espacial. Ainda não era o Playmobil)


Veja mais brinquedos: Avião da Atma   -   Automóvel da Trol   -   Autorama Estrela   -   Robot Instrutivo   -   Brinquedo de Lata   -   Auto-Magic   -   Autorama Estrela(II)   -   Batalha dos Piões   -   Brinquedinhos diversos   -   Bambolê   -   Ônibus   -   Serviços de Jantar   -   Mecânico Brasileiro   -   Coleção Disquinho   -   Cineminha Barlam   -     Brinquedo Americano   -   Brinquedos Velhos   -   Jogo de Mesa   -   Baralho Infantil   -   Faroeste  








FATOS - Coisas do Futebol Dourado: LIBERTADORES DA AMÉRICA-1962-SANTOS x PENHAROL



Disputada pela 3ª vez a "Libertadores" de 1962 contou com a participação de 9 times.
O SANTOS foi o grande CAMPEÃO, após disputar  final em três jogos com o fortíssimo PENHAROL (time mais importante do futebol sul-americano e o favorito para vencer o torneio).
Mas, para azar dos uruguaios , o outro finalista era o Santos (não o time de Pelé, como a torcida de outros times gostavam de dizer, depreciativamente, e sim de Gilmar, Lima, Mauro, Zito, Calvet, Dalmo, Dorval, Mengávio, CoutinhoPelé e Pepe). O técnico era o lendário "LULA".

Os resultados dos três jogos:

1º : Montevidéu   -   28.07.62   -   Santos 2 (ambos de Coutinho)  x  Penharol 1  

2º : Santos-SP      -   02.08.62   -   Santos 2 (Dorval e Mengálvio) x  Penharol 3

3º :



Mais futebol dos anos dourado:   Fluminense campeão mundial   -   Santos bicampeão mundial

FATOS - Parada de Sucessos

Foram sucessos em 1955:

-"Em Nome de Deus" (Emilinha Borba)

-"Praça Mauá" (Dolores Duran)

-"Atire a Primeira Pedra" (Ataulfo Alves)

-"Saudosa Maloca" (Demônios da Garoa)  - Clique na telinha para ouvir esse eterno sucesso de  Adoniram Barbosa:






Mais sucessos:   Lisboa Antiga   -   Cachito (Nat King Cole)   -   Cabecinha no Ombro   -   Jambalaya   -   Petite Fleur   -   Oh! Carol (Neil Sedaka)   -   Marcelino, Pão e Vinho   -

FATOS - Efemérides Douradas

03.11.1964

Lyndon Johnson é eleito Presidente dos Estados Unidos.


29.12.1959

Inaugurado o Metrô de LISBOA, capital portuguesa.


17.06.1958

Príncipe Mikasa, da família real do Japão, chega ao Brasil para festividades do cinquentenário da imigração japonesa.


04.02.1969

Jornalista esportivo João Saldanha é anunciado como o novo técnico da seleção brasileira de futebol.



Para ler outros acontecimentos clique  aqui   -   aqui   -   aqui   -  aqui   e   aqui





IMAGENS - Velharia: Produtos americanos antigos (KODAK BROWNIE)

(só pra lembrar o que os americanos usavam nos anos 50/60 e que, mais cedo ou mais tarde, acabava chegando por aqui).
Nas décadas de 40-50-60  a KODAK (na Inglaterra também) fabricava uma câmera fotográfica portátil barata e fácil de usar.



anos 40




Era a "BROWNIE" (veja mais aqui) em variadas versões que teve seus áureos tempos entre 1950 e 1967 (quando milhões de exemplares foram vendidos).


1955



A sua simplicidade (principalmente) fez com que o ato de fotografar se popularizasse no país.



anos 50

Justamente o que a fabricante desejava! Em suas propagandas, a Kodak destacava que a "Brownie" era tão simples que qualquer criança poderia operá-la. Tirar fotos deixou de ser coisa de profissionais. Agora poderia ser feito por leigos, em eventos familiares e domésticos. Tudo isso ... lá fora.



1959



A Kodak fabricou sua primeira máquina fotográfica no Brasil em 1965.
Era a Kodak "Rio 400" (veja aqui) que fez aqui o que a "Brownie" fez nos Estados Unidos: fotografia deixou de ser coisa só de "entendidos".


Outros produtos americanos antigos:   1944   -  1962   -   1947   -   Diversas Décadas   -   Bolsas Femininas 

IMAGENS - Revista: Importantes revistas dos anos 50/60 - (II) ATUALIDADES - "O Mundo Ilustrado"

Revista lançada em 1954, no Rio de Janeiro. Em pouco tempo tornou-se um sucesso. Suas páginas eram fartamente ilustradas com grandes e coloridas fotos.


1954



1954



1955



Mais revistas:  Manchete   -   4 Rodas   -   Eu Sei Tudo   -   A Modinha Popular   -   Sesinho   -   Filmelândia   -   Querida  -   Diversas   -   Historinhas Semanais   -  Sétimo Céu   -   Seleções   -  

FATOS - Notícias da Época (de 13/02/1967): "BRASIL TEM NOVA MOEDA"

"O CRUZEIRO NÔVO COMEÇA A CIRCULAR HOJE"


"A partir de hoje temos uma nova moeda: o Cruzeiro Nôvo.  Como não houve lançamento de cédulas do nôvo padrão, as antigas continuarão valendo (trazendo o carimbo de "CRUZEIRO NÔVO").






Portanto, a partir de agora até o final de março o dinheiro de cruzeiro antigo continuará circulando junto com o do nôvo padrão.





O Banco Central alerta que títulos e cheques deverão ter seus valores expressos em cruzeiros novos.
As moedas metálicas somente serão trocadas daqui a 12 meses.





Os preços de mercadorias e serviços devem ser divulgados em cruzeiro novo E antigo".


VITROLA ANTIGA - "RUA AUGUSTA" (Ronnie Cord)

Clique na telinha para relembrar esse grande sucesso de Ronnie Cord (1963/64) e, de quebra, também como se dançava o "TWIST".






Mais músicas:   The Poor People of Paris (Os Mendigos de Paris)   -   My Love For You   -   Uirapuru   -   The More I See You  -   Menino Passarinho   -  Afrikan Beat   -   I Can't Stop Loving You   -   Unchained Melody  -   House of the Rising  Sun (A Casa do Sol Nascente)   -   My Way   -   Ghost Riders in the Sky (Cavaleiros do Céu)   -  Ao Mestre Com Carinho   -   Arrastão   -  Only You  Disparada   -  

FATOS - MODA: Vestuário Feminino dos anos 50: Tailleur - Blusa - Saia

Mais modelitos dos elegantes anos 50. Estes são de 1956.



Tailleur  em popeline estampado. Destaque para a gola "chale"  e a saia justa:




 



Saia de tropical com "nervuras" e Blusa chemisier em cambraia:






Mais roupas dos anos 50/60:    Camisola infantil   -     Vestidos de 1953   -   Saia e Blusa   -

IMAGENS - Gibi americano: "MILLIE" (para nós "LILI")

Lembram-se do gibi (anos 50) daquela modelo loira chamada "Lili", que vivia com uma turminha e tinha uma "rival" de nome "MARGÔ"
Que vinha quase sempre com encartes para "recortar e vestir"?
Pois bem. A personagem era uma criação americana batizada com o nome de "MILLIE" (lá, o da Margô era "CHILI").
Com vocês, a Lili em seus gibis do país de origem. Clique aqui e aqui para ler mais sobre ela.



1949



anos 50



1961



1965 (a "nossa" Millie)



Veja mais gibis:   Charlie Chan   -   Dick Tracy   -   "Mocinhos"   -   Capitão 7   -   Gibi em cores

IMAGENS - Escola: Livros de MATEMÁTICA MODERNA

No início dos anos 60 os estudantes do curso ginasial depararam-se com uma radical mudança na forma de aprender a "terrível" matemática (e os Mestres, no jeito de ensinar uma nova matemática). Parecia que essa matéria ia deixar de ser o "terror" da maioria dos estudantes.



1966



Os livros didáticos dessa área passaram por profunda reformulação em seus conteúdos. Afinal, era a Matemática Moderna chegando e prometendo uma assimilação mais fácil e com menos esforço dos áridos conceitos matemáticos.


1966


A essa "revolução" (de amplitude mundial e iniciada nos Estados Unidos) deu-se o nome de "Movimento da Matemática Moderna".



1968



Embora tenha chegado aos professores brasileiros em 1960, desde a década anterior a comunidade internacional já mostrava intenção de implantar práticas inovadoras no método de ensino.



1969



De um modo geral, em 1964 a maioria das escolas já tinha seus professores capacitados (em cursos) e ensinando a matemática sob o novo enfoque.
E lá estavam os livros de Matemática Moderna ("saídos do forno") para dar aos professores e alunos o suporte necessário. Quem, daqueles tempos ginasiais, não se lembra da famosa "TEORIA DOS CONJUNTOS"! O ponto inicial e  básico dessa grande novidade.
A Matemática Moderna, que marcou profundamente tanto professores como estudantes (do ginásio), deixou de ser aplicada entre nós algumas décadas depois. Por não atingir os resultados esperados, seu ensino entrou em declínio no mundo todo, já na década de 70.


Mais coisas da escola"antiga" :   Caixa Escolar   -   Livros do Ginásio   -   Livros de latim   -   Cartilha


FATOS - Cinema Brasileiro: "DONA XÊPA" e "RIO FANTASIA"

Mais dois filmes nacionais lançados na década de 50.


1959



1957


Assista um trechinho de "Rio Fantasia" e relembre ANGELA MARIA, CATALANO e JOHN HERBERT. É só clicar na telinha abaixo:





Veja mais filmes nacionais, clicando no ano de lançamento:   1959   -   1957   - 1957(II)  -   1958   -   1964   -  1963/68   -    1963   -   Anos 50/60   - 

ESTANTE DE LIVROS - "DOUTOR JIVAGO" (Boris Pasternak)

Este famosíssimo romance ("Dr. Jivago") foi escrito pelo romancista e poeta russo Boris Pasternak, em 1958. Por encerrar fortes críticas ao regime comunista, este livro foi proibido pelo governo da União Soviética.


1962



Sua publicação só acabou ocorrendo na Itália e graças a um editor daquele país que havia contrabandeado os originais (com a aquiescência do autor) nesse mesmo ano.
Por essa edição o livro tornou-se um best-seller e rendeu ao escritor o Prêmio Nobel de Literatura-1958.


1959



Novamente perseguido pelas autoridades russas, além de não ser autorizado a deixar o país para  receber tal distinção, ainda foi obrigado a renunciar a ela.
O livro relata um drama humano ambientado no caos da Rússia do início até a metade do Século XX (passando pela Primeira Guerra Mundial e Revolução Bolchevique).
Bem no meio desse turbilhão os pesonagens vivem difíceis momentos. O jovem e rico médico Dr. Jivago é separado de sua esposa (TANIA) e acaba se apaixonando por LARA


1958



Mas não é tão simples e superficial assim. Trata-se de uma história intensa e emocionante que narra o sofrimento físico e espiritual vivido por elas.
Em 1965 foi parar no cinema. Sua música "Tema de Lara" (bem como o filme) foi sucesso mundial. Só em 1989 esse livro teve sua publicação autorizada na Rússia.


Outros livros da Estante:   As Vinhas da Ira / Lolita   -   Monteiro Lobato   -  Olhai os Lírios do Campo

IMAGENS - Cartaz: "OS DESAJUSTADOS"

É um drama americano de 1961. Basicamente, gira em torno de 4 pessoas: uma bela e ingênua garota (MARILYN MONROE), dois cowboys decadentes (CLARK GABLE e MONTGOMERY CLIFT) e um aviador infeliz (ELI WALLACH). Cada um deles com densos problemas íntimos.





A história se desenrola no estado de Nevada com seus grandes desertos e regiões inóspitas onde eles se encontram e vivem seus dramas.
Como pano de fundo, a caçada a cavalos selvagens para serem vendidos à indústria de ração de animais!






Talvez esse clima de melancolia e dureza tenha contribuído para o filme não alcançar o sucesso de público que merecia. Principalmente pelas magistrais interpretações do elenco de estrelas.
A direção foi do grande JOHN HUSTON e o roteiro, do consagrado dramaturgo ARTHUR MILLER (marido de Marilyn na época).






Clique na telinha para assistir o trailer (americano) desse "filmaço" e relembrar os seus grandes astros. Na abertura, veja Arthur Miller e John Huston.







Antes do filme ter sua estréia nos cinemas americanos Clark Gable faleceu (vítima de ataque cardíaco). Marilyn Monroe, um ano depois (overdose).





IMAGENS - Anúncio: "COMPANHIA TELEPHONICA BRASILEIRA"

Anúncios de "utilidade pública" feitos na década de 50 com o objetivo (meio disfarçado) de poupar o deficiente sistema de telefonia de sobrecarga.
As ligações eram via telefonista (até na mesma cidade).



1956



A precariedade dos serviços de telecomunicação, que incluía o déficit de linhas (lembram-se dos famosos "Planos de Expansão"?), ainda perdurou por décadas até que a telefonia nacional foi privatizada no final dos anos 90.


1954



A Empresa anunciante (C.T.B.), fundada em 1923, foi adquirida (em 1966) pela Embratel (então, estatal).
Veja outro anúncio (nessa mesmo estilo) aqui.

Clique no título para ver outros anúncios já publicados:  Crush   -  Eletro-Radiobraz   -   Arno   -   Atlante S/A   -   Camisa Ban-Tan   -   Durex   -   Fusca   -   Brahma Chopp   -   Geladeira   -   Tintas Coral   -   Bradesco   -   Refrifogão   -   Antarctica   -   Bloch   -   Antisardina  -   Dercy Gonçalves

IMAGENS - Carro: "CHEVROLET BEL AIR" DOS ANOS 50

Mais carrões americanos. Desta vez o Chevrolet Bel Air de 1955, um tempo de gasolina barata.

















Veja também:   Buick   -   Simca  -   Mercury   -   Station Wagon   -   Jardineira   -   Karmann Ghia

FATOS - Programa de TV: "UM INSTANTE, MAESTRO" (Flávio Cavalcanti)

Esse programa semanal de auditório estreou na TV TUPI em 1957 e marcou a vida de Flávio Cavalcanti como homem de televisão.
Flávio era um apresentador de características bem próprias. Alternava momentos de amabilidade com reações de extrema rispidez. Quem não se lembra de seu maneirismo: tirar e colocar os óculos a cada segundo. Mas não ficava só nisso. Muitas vezes suas ácidas críticas ao cantor/música beiravam a grosseria. Mas sempre foi um campeão de audiência.






"Um Instante, Maestro" era exibido aos sábados à noite e existiu até os anos 70, passando por diversos "canais" durante sua existência (Tupi, Excelsio, TVS).







Tinha, dentre outras, uma seção de calouros (de nível elevado) e de julgamento de música recém lançada que, se reprovada, teria o disco quebrado por Flávio (dizem que Teixeirinha foi um dos cantores/compositores famosos que passou por esse vexame).
Flávio Cavalcanti faleceu em 1986.

Outros programas de TV:   Lanceiros de Bengala   -   Sangue e Areia   -   Papai Sabe TudoRin Tin Tin   -   O Homem do Sapato Branco   -   Bat Masterson   -   Nacional Kid   -  Almoço com as Estrelas

quarta-feira, 15 de junho de 2011

IMAGENS - Escola: "CAIXA ESCOLAR"

Voltemos ao antigo Grupo Escolar (1° ao 4º "ano" do curso primário) para trazer à lembrança uma instituição que (com pouquíssima ou nenhuma ajuda do poder público) fazia de tudo para atenuar os problemas dos alunos carentes na escola dos anos 50.
Daquelas crianças cujas famílias não tinham condições financeiras de mantê-las adequadamente alimentadas e muito menos de arcar com seus gastos no estudo. Como esperar bom desempenho dos que enfrentariam a jornada escolar de 4 horas saindo de casa praticamente em jejum?
Cada escola é que cuidava desse problema à sua maneira e iniciativa.
Então, aí entrava a CAIXA  ESCOLAR, vinda dos anos 30 e presente nos Grupos Escolares para dar assistência a esses alunos.


1963


Fornecia-lhes alimentação que, normalmente, era um prato de sopa (que variava entre legumes,  macarrão, fubá, etc), ou de canjica, ou mingau doce (chocolate, etc). Tudo muito simples mas feito com esmêro. E como era aguardada a hora do recreio, quando era servido! Os não carentes também podiam participar desse "momento feliz". Era só comprar e pagar um pouquinho pelo "vale" distribuido pouco antes, na classe mesmo.
Mas a Caixa Escolar não cuidava apenas dessa assistência. Os "inscritos" também ganhavam uniforme, livros e outros materiais necessários ao estudo. Tudo do mais barato, é claro. Esses eram os "alunos da caixa".
E como ela se mantinha? Com contribuições dos cidadãos da localidade (donos de açougue, armazéns e outros tipos de comércio) e dos pais em condições  (Vejam as imagens de dois boletins escolares em que constam anotações dessa contribuição). A pequenina receita com a venda da merenda também ajudava.


1959



Tudo graças à dedicação dos diretores e professores (que angariavam recursos junto à comunidade).
Era um tempo em que não havia programa oficial de Merenda Escolar. Apenas no final dos anos 50  é que começou a ser implantado pelo Estado (mas que ficou só na teoria e na boa intenção por muitos anos). Pelo menos em grande parte da década de 60 a Caixa Escolar  é que ainda bancou esse atendimento, na maioria das escolas.


Clique nos títulos e leia, também, sobre:   Boletim Escolar   -   Caneta de Pena   -   Canto Orfeônico   -   Caderno Escolar   -   Cartilha Sodré   -   Tabuada   -   Maleta Escolar   -   Lápis de Cor   -  Livreto Programa Escolar   -   Alongador de Lápis   -   Livro de "Admissão"   -   Aula de Religião   -   Livro de História


IMAGENS - Cartaz: "INTRIGA INTERNACIONAL"

Um clássico de aventura, espionagem e suspense dirigido por ALFRED HITCHCOCK. Passou no Brasil no mesmo ano de seu lançamento no país de origem: 1959 (os cartazes abaixo são desse ano).
Os artistas principais eram grandes nomes de Hollyywood na época.







Conta  as peripécias de um tranquilo americano (CARY GRANT) que é confundido com um misterioso agente secreto e por isso se envolve em mortal trama de espionagem.
Sem nem saber porque, passa a ser alvo de violentos bandidos que querem matá-lo.






No decorrer do filme ele é sequestrado, caçado, acusado de assassinato e, até, perseguido por um avião teco-teco (numa cena antológica), como mostra o cartaz abaixo.






Enfim, ele sofre bastante mas acaba, até, encontrando o amor de sua vida. As esculturas do famoso monumento do Monte Rushmore, nos Estados Unidos, também entram na história e "contracenam" com o mocinho.
Como diz o cartaz brasileiro, tudo isso por causa de uma marca de batom no colarinho. Genial!

Clique nos títulos pra ver cartaz e informação sobre outros filmes:    Salomão e a Rainha de Sabá   -   Simbad e a Princesa   -   O Valente de Nebraska   -   A História de Elza   -   Bravura Indômita   -   Os Reis do Iê, Iê, Iê   -   Batman (Seriado)   -   O Gordo e o Magro   -   Comando Cody (Seriado)   -  A Ponte do Rio Kwai   -   Candelabro Italiano   -    Bonequinha de Luxo   -   Cantinflas   -   O Besouro Verde (Seriado)   -   Super-Homem (Seriado)   -   Sissi   -   Exodus   -   Flash Gordon (Seriado)