segunda-feira, 30 de maio de 2011

AVISOS - MURAL DE LEMBRETES

Próxima atualização: 15.06.11

Quer localizar algum assunto já publicado no blog? É só escrever o termo desejado no retângulo branco e dar  ENTER:







Faça um passeio pelo tempo. Visite todo o acervo (com centenas de lembranças dos Anos Dourados)

Clique nas imagens para ampliá-las.

IMAGENS - Velharia: Decalcomania

Quantos cadernos, livros e trabalhinhos escolares não foram enfeitados com decalcomania. Dava trabalho, mas o resultado era muito bom.
Após alguns segundos na água a figura era retirada e deslizada do papel para o lugar desejado. Parece simples, mas exigía muito cuidado e, até,  certa perícia!











Hoje existem meios mais simples (e de melhor resultado) para fazer os enfeites. Mas nos anos 50/60 a decalcomania era artigo muito popular (e baratinho).






Veja mais decalcomania aqui.

Clique no título para abrir outras velharias:   Enfeite com asas de borboleta   -   Cidade de Aparecida   -   Vendinhas   -   Almanaque Biotônico   -   Gumex   -   Buraco do Ademar  -   Manual do "Chauffeur"


IMAGENS - Gibi: "BRUCUTU"

Brucutu é um personagem criado para tiras de jornais americanos, em 1933. Com o passar dos tempos acabou indo parar nos desenhos animados e gibis. Nos últimos anos anda meio sumido, mas já fez muito sucesso também por aqui.



1955   /   1962



















Ele vive na pré-história (no tempo dos homens da caverna) numa comunidade chamada "REINO DE MU". Alguns de sua turma:  Ulla (a esposa), Gus (o rei), Dizzy (o bichinho de estimação, um dinossauro medroso), Foozy (o amigo), etc.



1963   /   1967




















Esse pessoal de Mu vivia "guerreando" com os "terríveis" inimigos do reino vizinho "LEM", governado pelo "maldoso" Rei Tunk.
Brucutu era um bruto tão legal que até ganhou uma música, cuja versão foi gravada por Roberto Carlos, em 1965. Lembram-se da febre do "anel Brucutu" (feito com o ejetor de água do pára-brisa do fusquinha)? Virou moda nos tempos da Jovem Guarda por causa dessa música.
Clique na telinha para ouví-la. Vale a pena recordar (ou conhecer):


Clique nos títulos para ver outros gibis:   Batman   -   Álbum Gigante   -   Gibi colorido   -   Antar   -   Nancy   -   Figurinhas de gibi   -   Capa repetida  -   As Aventuras do Anjo

IMAGENS - Velharia: Carteira de Cigarros: "Istambul" - "Coimbra" - "Everest"

Mais maços de cigarro (dos anos 50 e 60) para a coleção:












Veja, também, estas matérias sobre o costume da criançada de colecionar maços usados nos anos 50 e 60. É só clicar aqui, aqui, aqui e aqui.

IMAGENS - Velharia: Produtos americanos antigos

Estes "rolavam" no mercado americano de 1944. Já tinham chegado aqui também?










IMAGENS - Disco: LANA BITTENCOURT

Esta cantora começou sua vida artística em 1954, na Rádio Tupi do Rio de Janeiro.
Desde o início destacava-se por cantar em vários idiomas. Nesse ano gravou seu primeiro disco, em 78 rotações, começou a participar de programas da famosa Rádio Mayrink Veiga e fazia excursão pelo interior do país.


1955



O 1º "LP" foi gravado em 1955. Nessa época já tinha até um programa de televisão (TV PAULISTA) só seu.
Com vida artística muito intensa, ganhou vários prêmios e participou de diversos filmes no cinema, inclusive do Mazzaropi ("Chofer de Praça"-"As Aventuras de Pedro Malasartes" e "Jeca Tatu".)


1958



Em 1957 gravou "Se Todos Fossem Iguais a Você", música de Tom e Vinícius, que se tornou o maior sucesso da carreira.
Algumas de suas músicas com interpretações memoráveis: "Se Alguém Telefonar", "Ave Maria", "Little Darling", "Corcovado", "Chariot", "Olhos nos Olhos", "Johnny Guitar", "Prece", "Na Baixa do Sapateiro".


 1960


Lana, com mais de 80 anos, continua no batente (sempre em evidência).


Clique na 1ª telinha para ver e ouvir Lana Bittencourt interpretando a música "Ave Maria", numa bela participação no filme "Jeca Tatu" que Mazzaropi lançou em 1960. Na outra telinha ela canta um de seus maiores sucessos "Chariot", de 1963.










Mais discos:   Giane   -   The Platters   -   Miltinho   -   Os Incríveis   -   Poly e seu Conjunto   -   Trio Esperança   -   Agostinho dos Santos   -   Juca Chaves   -  The Jet Black's   -   Celly Campello

IMAGENS - Velharia - Revista: "4 Rodas"

Estas capas são dos primeiros números (1960) publicados da conceituada revista "4 Rodas", que resiste ao tempo e permanece em circulação até os dias de hoje.















Veja mais aqui.

FATOS - Parada de Sucessos

Mais músicas que estiveram nas "paradas" de 1965:


-"Professor Apaixonado" (Nilton Cesar)

-"Perfídia" (Trini Lopes)

-"Il Mondo" (Jimmy Fontana)

-"PAU DE ARARA" (Ary Toledo) -  Ouça essa música que projetou Ary também como cantor. A foto é mais recente, mas a gravação de som é original (com os famosos risinhos de Elis Regina). É só clicar na telinha.




Clique nos títulos para outras "Paradas":   1967   -   1966   -  1968   -   1961   -  1956   -  1958   -   1959

FATOS - Notícias da Época: FOGO EM DUAS EMISSORAS DE TV DE S. PAULO (Em 14.07.1969)


"FOGO  DESTRÓI  INSTALAÇÕES  DO  CANAL  5  E  7"


SÃO PAULO - Ontem à tarde e à noite dois violentos incêndios destruiram instalações das emissoras de televisão RECORD (canal 7) e GLOBO (canal 5) na capital paulista.
O primeiro ocorreu aproximadamente às 17h e foi no Teatro Record, na Av. Brigadeira Luis Antonio, que a TV Record vinha utilizando como auditório de seus programas.




Record






Poucas horas depois, às 21 hs, outro incêndio destruia as instalações da TV Globo, na Rua das Palmeiras, também na capital.




Globo








O prédio que abrigava o Teatro Record ficou completamente destruído. Já no caso do Canal 5, o fogo destruiu completamente o estúdio da emissora e chegou a ameaçar os prédios vizinhos.
Nos dois sinistros não houve vítimas fatais. Apenas algumas pessoas sairam com ferimentos leves.
O Departamento de Ordem Pública e Social (DOPS), da polícia paulista, iniciou investigação para apurar as causas dos incêndios. Nos próximos dias a perícia indicará se eles foram acidentais ou não. Populares entrevistados declaram não ter dúvidas de que as ocorrências foram criminosas.


Outras notíciasIniciado o Metrô Paulistano   -   Terminam os Jogos Olímpicos de Roma   -   Jânio empossado Presidente

FATOS - MODA: Vestuário feminino dos anos 50

Que tal esses modelos de vestido?
Pode não parecer, mas eram usados nos dias de calor, em 1953.






Clique nos títulos para ver mais modelitos:   Saia e blusa   -   Meninas e Moças   -   Vestidos do cotidiano

IMAGENS - Gibi: Zorro, Pernalonga e Pato Donald no estrangeiro

Os personagens são nossos antigos conhecidos dos gibis. Pra variar um pouco, eis alguns exemplares publicados em outros países (que não os Estados Unidos).



Argentina - 1958



Finlândia  -  1956





México  -  1951



Clique nos títulos para ver gibis americanos:   Gene Autry   -   Superman   -   Crime   -   Dale Evans

FATOS - Programa de TV: "SANGUE E AREIA"

Novela de 1967/1968 que passou no Canal 5 (que era a Globo em São Paulo. Na época, cada emissora era conhecida pelo seu número de sintonia, que variava em cada estado da federação. Por exemplo, em São Paulo era: Globo-canal 5; Tupi-canal 4; Excelsior-canal 9; Record-canal 7, etc. Com o surgimento das redes as emissoras passaram a ser conhecidas nacionalmente pelo seu nome).
Foi protagonizada por Tarcísio Meira e Glória Menezes. Nessa "novela das 8" foi a estréia do casal na emissora (eram contratados da TV Excelsior).
O conteúdo foi uma adptação do mundialmente famoso romance (de 1908!) "SANGUE E AREIA", do escritor espanhol Vicente Blasco Ibañez) feita pela escritora e novelista Janet Clair.





Conta a história de um famoso toureiro (Tarcísio) em seu dilema da escolha entre o amor de uma jovem simples (Theresa Amayo) ou de uma mulher da alta sociedade local (Glória). Pelo jeito essa trama do escritor espanhol fez escola!
No elenco também estavam: Cláudio Marzo, Amilton Fernandes (de "O Direito de Nascer"), Myrian Pérsia, Arlete Salles e Gilberto Mestrinho, entre outros.


(O casal e Teresa Amayo)



Além de se tornar um enorme sucesso, essa novela marcou algumas situações na Globo, como:
-inauguração do horário das 20h para novelas;
-estréia (além do casal) de Arlete Salles
-morte de um dos atores (Amilton Fernandes) enquanto a novela era exibida


Veja outros programasDr. Kildare   -   Luta Livre   -    Nino, o Italianinho   -   O Direito de Nascer   -  Alô, Doçura   -   Os Intocáveis -   Rota 66   -   Luta Livre II   -   A Moça que Veio de Longe

FATOS - Cinema Brasileiro: "O Circo Chegou à Cidade" - "A Doutora é Muito Viva"

Mais dois filmes nacionais, com artistas muito famosos na época. Foram lançados em 1957.









Mais cinema brasileiro aquiaquiaqui  e  aqui.

IMAGENS - Dinheiro: Nota de 2 cruzeiros

Lembram-se desta nota?






Então, clique nos títulos para ver mais dinheiro daqueles tempos:   Moedas   -   Curiosidades   -  Notas de Cruzeiro   -   Cr$ 200,00   -   Cr$ 5,00   -   Cr$ 5,00 (II)   -   Cr$ 5.000,00   -   Cr$ 2,00   -   Cr$ 10,00   -   Cr$ 100,00   -    Cr$ 1.000,00   -     Cr$ 1,00

ESTANTE DE LIVROS - "VIAGEM AO CÉU " E "AS AVENTURAS DE HANS STADEN" - Monteiro Lobato

Mais duas obras infanto-juvenis de Monteiro Lobato para nossa Estante:


"VIAGEM AO CÉU"


Pedrinho, Narizinho, Emília (não poderia faltar!), Visconde, Burro Falante e Tia Anastácia saem do Sítio para uma viagem. Vão para muuuito looonge: o espaço sideral, em pleno 1932 (que é o ano em que este livro foi publicado pela primeira vez). E tudo graças a uma invenção do Visconde: o pó de PIRLIMPIMPIM.


1958







Vivem uma fantástica aventura interplanetária, que passa ao jovem leitor muitas noções de astronomia.
Eles descem na Lua e têm longo papo com São Jorge (que está com seu dragão)! Depois, seguem viagem até Marte onde fazem um instrutivo passeio. Em seguinda vagueiam pela Via-Láctea "cavalgando" um meteoro! Continuando a viagem, escorregam nos anéis de Saturno. E assim vão perambulando pelo Cosmo. Depois de muitas estrepolias pelo espaço afora, resolvem voltar á Terra. Mas, antes, passam novamente pela Lua para pegar a Tia Anastácia (que havia ficado lá para descansar). Imaginem o que Lobato arrumaria para essa turma fazer com os atuais conhecimentos do universo!



"AS AVENTURAS DE HANS STADEN"


Lobato escreveu este livro em 1927. Nele, Dona Benta conta a história (real) do aventureiro alemão que veio ao nosso país por duas vezes (1547 e 1554) e que na segunda viagem foi aprisionado pelos índios Tupinambás (que eram canibais).
O autor se interessou em apresentar a saga desse estrangeiro baseando-se num livro que Staden havia escrito (em 1557) para contar suas "experiências" em terras brasileiras. Para descrever esse relacionamento com os canibais, Lobato escolheu a amável Dona Benta.


Anos 40






Através dela, ficamos sabendo que o alemão permaneceu por mais de 9 meses prisioneiro, aguardando para qualquer momento a hora de ser devorado. E que após muitas tentativas (pelo jeito, sem sucesso) de convencer seus captores a não comê-lo, ele conseguiu fugir e voltar para seu país com a ajuda de piratas franceses.
Graças à utilização dos personagens do Sítio do Picapau Amarelo essa história ficou  leve e gostosa de ler para a criançada.


Clique nos títulos para ver outros livros da Estante: Olhai os Lírios do Campo   -   O Minotauro   -   Meu Pé de Laranja Lima   -   O Tesouro de Tarzan   -   A Reforma da Natureza   -   Asfalto Selvagem

IMAGENS - Cartaz: "SALOMÃO E A RAINHA DE SABÁ"

Grandiosa produção do cinema americano, de 1959.
O Rei Salomão, herdeiro do trono de Israel quando da morte de seu pai (o Rei Davi), tem que lutar contra seu irmão mais velho Adonias, que almejava a sucessão e faz de tudo para tomar-lhe o lugar real.





Não bastasse isso, Salomão tem que enfrentar uma outra situação. Entra em cena uma personagem que vai complicar ainda mais a vida do Rei:  a Rainha de Sabá!




Com o sábio Rei Salomão (YUL BRYNNER) seu país torna-se uma nação próspera e forte. Issa causa inveja e desagrado nos governantes tiranos da região. Então, eles conspiram e elaboram um plano para destruí-lo: a belíssima e sensual rainha do Reino de Sabá (GINA LOLLOBRÍGIDA) vai a Israel para descobrir uma maneira de derrotar o famoso rei.






E isso inclui seduzí-lo com seus encantos.
Com isso o Rei Salomão tem que, além da guerra com seu irmão (fortalecido por tribos inimigas),resistir às tentações da Rainha. Dizem os entendidos que esse "clima" não faz parte das Escrituras. Nada tem a ver com o texto bíblico, embora a visita dela esteja realmente registrada (por outros motivos).







É um grande filme, com cenários suntuosos e elenco de primeira. Além disso, destaca-se pelo trabalho de Yul Brinner com cabelo (obviamente usando peruca). A par de seu talento enorme, a  careca foi sua marca registrada durante toda a vida.




Veja outros filmes:   Os 10 Mandamentos   -    Ben Hur   -     O Gordo e o Magro   -   Candelabro Italiano

FATOS - Efemérides Douradas

04.11.1959

Batalhão brasileiro embarca de volta ao Brasil após missão junto às forças da ONU, na fronteira de Egito e Israel.


29.07.1967

Terremoto, que durou 50 segundos, causa centenas de montes em Caracas, capital da Venezuela.


22.12.1960

Ordem dos Músicos do Brasil é criada para fiscalizar e regulamentar a profissão de músico no país.


19.11.1956

Presidente Juscelino Kubitschek comparece à solenidade de entrega dos primeiros automóveis DKW-VEMAG produzidos no Brasil.



Para mais efemérides, clique nos títulos: Morte de Edith Piaf   -   Início da Guerra da Coréia   -   Voto Distrital   -   Getúlio Vargas é eleito     -  Posse de Richard Nixon


IMAGENS - Carro: SIMCA "CHAMBORD'

De todos os automóveis SIMCA fabricados no Brasil este modelo foi o que mais sucesso alcançou. Era copiado de carro francês que, por sua vez, era "inspirado" nos luxuosos carros americanos da época.
Tinha um belo visual, muito espaço e conforto. Mas, um motor fraco para tanto carro.






A Simca era uma empresa francesa, fundada nos anos 30, que existiu até 1970. Ela chegou ao Brasil (São Bernardo do Campo-SP) em 1958. Já no ano seguinte começou a fabricar o CHAMBORD (que continuou até 1967). Era o único carro brasileiro de luxo (para poucas pessoas, na verdade).


anúncio de 1959



Com o passar dos anos esse modelo teve duas variações: Chambord Présidence e Chambord Tufão (ambos bem mais potentes que a versão inicial).
Uma ocorrência que nada tinha a ver com o mundo automobilístico acabou marcando ainda mais no nosso Simca Chambord : esse carro foi, ao lado do patrulheiro da Polícia Rodoviária Inspetor Carlos e seu cão Lobo, "protagonista" da famosa série brasileira de televisão "O VIGILANTE RODOVIÁRIO" (exibido pela TV TUPI no início dos anos 60).






Clique na telinha e sinta-se dirigindo um Chambord com este comercial de lançamento do carro no Brasil e, ainda por cima, com direito a lindas vistas de montanhas nevadas como paisagem!!!







Leia mais sobre o histórico carro Simca aqui.


Mais carros: Pé de Boi   -   Buick Skylark   -   Viaturas Policiais   -   Vovôs em Desfile   -   Buick XM105

IMAGENS - Brinquedo de Lata: Carro do Chefe dos Bombeiros

Mais um belo brinquedo de lata para a nossa coleção. Este é americano, dos anos 50.















Veja outras matérias sobre brinquedo de lata. E só clicar nas datas:   30/01/10   -   30/09/10   -   15/06/10   -   30/06/10

IMAGENS - Anúncio: "ELETRO-RADIOBRAZ"

A anunciante Eletro-Radiobraz foi uma importante loja de departamentos nos anos 50 e 60, na cidade de S. Paulo. Não foi pioneira nesse ramo de comércio, uma vez que o Mappin já existia desde muitos anos antes. Nesses "magazines" encontrava-se de tudo (ou quase): coisas para o lar, roupas, brinquedos, móveis, eletrodomésticos, armas(!), etc. E isso era uma grande novidade.






A Eletro-Radiobraz começou a fazer isso em 1956 (na Av. Rangel Pestana) em um prédio de 7 pavimentos, com setores interligados por passarelas.









E pensar que tudo começou com uma oficina de conserto de eletrodomésticos nos anos 40.
Em 1976 foi comprada pelo grupo Pão de Açúcar.








Os anúncios acima foram publicados em 1963.

Veja anúncios de outras empresas:   Quinta das Fontainhas   -   Arno   -   Chevrolet   -   Motorola   -   Valisère   -   Chiclets Adams   -   Tele-Visex  -   Modess   -   Máquina limpadora de ruas   -   Admiral

domingo, 15 de maio de 2011

IMAGENS - Velharia: CURSO E EXAME DE MADUREZA

Até alguns anos após a década de 60 havia um curso destinado a preparar jovens e adultos para o exame de aferição do conhecimento curricular daqueles que não frequentaram o Ginásio e/ou Colégio mas que desejavam ter o respectivo diploma de conclusão: o EXAME DE MADUREZA ginasial (para maiores de 16 anos) e colegial (para maiores de 19 anos).

1963





Até o final dessa década era preciso cumprir um prazo (2/3 anos) para conclusão desse curso e posterior prestação das provas. Era mais ou menos semelhante ao curso "Supletivo" de hoje. Essa exigência foi abolida em 1969. Então, aqueles de desejassem um certificado (e estivessem fora da idade escolar) deveriam apenas prestar o exame sem frenquentar, obrigatoriamente, algum curso (regular ou não).

anos 60




Afinal, quantas pessoas daquela época não tiveram sucesso estudando sozinhas e chegaram a concluir um curso superior, graças à Madureza?
Outra mudança: as escolas particulares  foram autorizadas a realizar esses exames e expedir o diploma. Para variar, muita safadeza/abuso foi praticada (a fiscalização era deficiente). Ainda bem que a maior parte era de estabelecimentos honestos e profissionais, inclusive alguns famosos cursos de madureza por correspondência.

1968



A Madureza desempenhou importante papel na inserção dessas pessoas sem estudo regular (muito comum na época) no mercado de trabalho. A maior parte não havia estudado no "tempo certo" por falta de escolas.
Esse curso e exame não existem mais há décadas. Essa curiosa denominação ("Madureza"), por certo, é uma referência à maturidade do seu público-alvo.

Veja, também, essas VelhariasCalça curta   -   Maquininha de cortar cabelo   -   Pentinho "Flamengo"