sexta-feira, 30 de setembro de 2011

FATOS - Cinema Brasileiro (comédias populares)

O  cinema nacional marcou os anos 50 (pouco antes e pouco depois) como o empo das comédias populares.
Eram as famosas "chanchadas" produzidas, em sua maior parte, pela histórica "ATLÂNTIDA", além da "Cinelândia Filmes" e "Herbert Richers".


1958



Eis alguns dos grandes artistas que levavam multidões aos cinemas: Zé Trindade, Ankito, Oscarito, Grande Otelo, Dercy Gonçalves (mais o galã Anselmo Duarte e a bela Eliana). Mas não podemos deixar de citar Mazzaropi, o rei do cinema popular dos anos 50/60, embora ele fizesse um humor completamente diferente das chanchadas.


1959



Como pode ser observado nos cartazes, era prática comum a inclusão no filme de um (às vezes mais) número musical com artistas de sucesso na época. Mas não era considerado um chamariz.
Não se imaginava que alguém fosse ver o filme por causa disso.  Mas não deixava de ser uma atração a mais. Geralmente a apresentação do cantor/cantora não tinha nenhuma relação com o enrêdo. Numa determinada hora algum personagem ia a um show (numa boate, por exemplo) e lá estava o artista tal se "apresentando".


1961



Humor simples, atores engraçados e um pouquinho de música: essa era a receita do sucesso junto ao povo.


1962



Clique na telinha para  ver a apresentação de Linda Batista no filme "MULHERES À VISTA"








E clique aqui para ver e ouvir ANGELA MARIA cantando no filme "RIO FANTASIA".



Outros filmes brasileiros:     Os Paqueras e outros   -   Ankito e Mazzaropi   -  O Homem do Sputnik -

Nenhum comentário: