terça-feira, 15 de junho de 2010

IMAGENS - Escola: Cartilha Sodré

Mais uma homenagem à obra "Coleção Sodré", da professora Benedicta Stahl Sodré, que alfabetizou e iniciou na leitura milhões de brasileirinhos nos anos 40, 50 e 60 (e até depois). Na época, os professores tinham liberdade de escolher o livro didático com que trabalhariam. Por isso,não era difícil encontrar, numa mesma escola, classes aprendendo com a "Sodré" e outras com a, também antológica, "Caminho Suave".
A Cartilha Sodré foi produzida (com atualizações) até os anos 80. Constituiu-se num instrumento de ensino valiosíssimo, num tempo em que os recursos áudio-visuais eram inexistentes. Resumiam-se eles aos cartazetes das próprias cartilhas (que ficavam pendurados nas paredes, acima das lousas).
Os que foram alfabetizados com a Sodré devem-se lembrar de "A pata nada". Os comportados alunos repetiam em voz alta, como num coral, as frases da lição, comandados pela professora. Era a associação do som com as letras. E funcionava! O método da "Caminho Suave" não era diferente.
O livro de alfabetização (a cartilha propriamente dita) era de cor verde claro. Para os já alfabetizados eram direcionados outros livros (por isso era uma "coleção") com capas de tonalidades azul, marrom e rosa. Estes destinavam-se à leitura e interpretação de texto.
Em todos os volumes a menina de tranças estava sorrindo na capa.













Mais aqui, aqui e aqui.


26 comentários:

Rosa Maria disse...

rsrsrsr sei ler graças a esse livrinho :D

"blcamargo" disse...

É isso aí, Rosa. Mais uma vez obrigadão pela simpatia de seu comentário.

Samuel de Leonardo disse...

Este "livrinho" me remete para o ano de 1963, a primeira professora Dona Lurdinha (Maria de Lurdes Reis da Costa, se não me engana a memória da cidade de Tietê-SP), o galpão de madeira do Segundo Grupo Escolar do Bairro do Rio Pequeno - São Paulo, onde hoje está instalado o "Grupo Escolar Daniel" - na mesma avenida José Jaoquim Seabra..
Lá se vai quase meio século de lembranças...

"blcamargo" disse...

Grato pela visita, Samuel.Com certeza o Blog vai lhe proporcionar viagens maravilhosas ao Passado, como essa que você reviveu.Um abraço

PRETHA disse...

AMEI... GOSTARIA DE SABER SE É POSSIVEL E ONDE ADQUIRIR UM EXEMPLAR DA CARTILHA SODRE.

"blcamargo" disse...

Pretha,
Agradeço a visita. Volte sempre (todo dia 15 e 30 uma nova "edição") e não deixe de viajar pelo acervo acumulado do Blog.
Qto. à aquisição só posso dizer que tiro as imagens da web aleatoriamente. Em todo caso, tente no site www.mercadolivre.com.br.
Abração

Anônimo disse...

você não tem uma para escanear e disponibilizar para download?
grato.
flávio moreira
ipatinga-mg

"blcamargo" disse...

Flávio,
Obrigado pela visita e comentário. Não posso te ajudar. Se tivesse um exemplar, mandaria uma cópia com prazer. Infelizmente não tenho.
Abração

Anônimo disse...

"blcamargo"!
Bom dia!
Meu nome é Salomao.
Em primeiro lugar meu muito obrigado por este blog, o seu trabalho com certeza fará com que muita gente sinta saudades do tempo de criança.

Aprendi ler nesta maravilhosa cartilha lá pelos anos 60, quando as crianças eram totalmente puras em toda sua plenitude, respeitosas, e comprometidas com os estudos, obedientes aos pais, tios, avôs e até mesmo aos vizinhos. Abraços

"blcamargo" disse...

Eu é que agradeço, Salomão.Minha intenção é justamente essa.
Meu pequeno trabalho é, também, uma homenagem a todos aqueles que contribuiram para nos tornarmos (muitos anos depois) cidadãos de BEM!
Abração e volte sempre.

Eliana disse...

Oiii, fui alfabetizada com esta cartilha, nao a tenho mais e gostaria de ter um exemplar para - tentar - alfabetizar uma funcionaria da fazenda onde moro. Vc pode me ajudar a encontrar uma?
Eliana

"blcamargo" disse...

Oi, Eliana.
Grato pela visita. Quanto à cartilha só posso sugerir que entre em algum site de "sebo" na internet (ex: "sebo do messias", "a traça" e muitos outros). Outra dica é entrar no site "mercado livre" no setor de cartilhas ou livro escolar. Espero ter ajudado. Volte sempre. Abraçao.

Rinaldo disse...

Aprendi a ler nessa cartilha no ano 1954 no Grupo Escolar Coronel Vaz em Jaboticabal ,SP. Professora foi a D. Nina Rea .
Inesquecível essa primeira página com a pata nadando!
Grato por esse momento de lembrança da minha infância!

"blcamargo" disse...

Valeu, Rinaldo. Agradeço muito sua visita e comentário. Volte sempre. Recordar momentos felizes nos traz alegria no coração. Grande abraço.

Plantando a semente da Palavra de Deus disse...

http://espacoeducar-liza.blogspot.com/2011/11/cartilha-de-alfabetizacao-sodre-sthal.html estou te enviando este site pois tem a cartilha sodré todo baixar. bjs

"blcamargo" disse...

Agradeço a visita e a gentileza de disponibilizar aos leitores material sobre esta inesquecível cartilha. Grande abraço!

Anônimo disse...

Muito bom ver aqui a Cartilha Sodre. Tenho saudades. Eu fui alfabetizado aos seis anos nesta cartilha, por minha mãe enquanto passava roupas e cuidava de outros afazeres domésticos.

"blcamargo" disse...

Valeu! Grato pela visita e simpático comentário. Grande abraço. Volte sempre.

donaldo disse...

Eu fui alfabetizado por ésta cartilha sodré em 1961 no bairro Rudge Ramos em São Bernardo do Campo na Escola "Professor Otílio de Oliveira" com a professo japonesa que se chama Mikiko, que sudades daquele tempo agora vou completar 58 anos de idade.

"blcamargo" disse...

Muito bom! Volte sempre para este lugarzinho de recordações. Abração.

Anônimo disse...

Ola pessoal, gostaria muito de ter a cartilha sodre, pois fez parte da educação da minha mãe a muitos anos atraso.
Porém o link, para download não esta mais disponível e caso alguém tenha, deixo meu email para contato.
plomanzano@hotmail.com

Abs

Anônimo disse...

ADORARIA ENCONTRAR ESTA CARTILHA. EMBORA TENHA SIDO ALFABETIZADA COM ELA TENHO. RECORDAÇÕES RUINS DA PROFESSORA MARIANA QUE NÃO PERMITIU QUE EU FOSSE CANHOTA, PENSANDO QUE ELA NÃO ESTAVA VENDO, PARA TIRAR O ATRASO DE UM DITADO COMECEI ESCREVER COM A DIREITA. COM UMA RÉGUA ENORME ELA LEVANTOU O MEU BRAÇO QUE O MEU LAPIS VOOU.

"blcamargo" disse...

Pois é. Quanto à cartilha, você encontra em sebos grandes (os da internet são mais fáceis). Quanto à escola daqueles tempos, qual criança não teve momentos de extremo stress, não é mesmo? No segundo ano do primário(lá pelos idos de 1959)tive professor que chamava um determinado aluno (mais lento) de "toupeira", ao invés do nome. Pode?
Dois exemplos de atitude que estrapolavam, em muito, o bom senso e outros deveres dos mestres para com a criançada. Mas... bola prá frente! Grato pela visita e rico comentário. Abração.

Loide da Silva Pinto disse...

Aprendi a ler na cartilha Sodré no ano de 1956 com a professora Elza no Grupo Escolar Rural Alberto Torres no Butantã-SP, vendo essa cartilha me trouxe saudades.
Loide da Silva Pinto Osasco-SP

Loide da Silva Pinto - Osasco/SP disse...

Aprendi a ler usando a cartilha Sodré no ano de 1956 no Grupo Escolar Rural Alberto Torres, Butantã - SP. Ao ver a cartilha senti muitas saudades. Loide da Silva Pinto - Osasco - SP

"blcamargo" disse...

Grato, Loide, pela visita e comentário. Este cantinho é para isso mesmo: evocar coisas gostosas do Passado. Volte sempre. Abração.